quarta-feira, 20 de julho de 2011

Escola libertadora e escola libertária

ESCOLA LIBERTADORA E ESCOLA LIBERTÁRIA
As tendências progressistas libertadora e libertária têm, em comum, a defesa da autogestão pedagógica e o anti-autoritarismo.

Tendência Progressista Libertadora

Papel da Escola: Atuação não formal. Percepção e questionamento da realidade para transformação social. Educação crítica.
Conteúdos: São retirados da prática, da realidade dos alunos. Caráter político.
Método: O diálogo entre professor e aluno é a base metodológica. Como é considerado um animador o professor deve trabalhar no nível dos alunos.
Professor x Aluno: Relação horizontal, sendo assim, os dois são sujeitos do conhecimento. Não há autoridade.
Pressupostos: Educação problematizadora., que se dá a partir da codificação da situação problema. Conhecimento da realidade. Processo de reflexão e crítica.
Prática Escolar: Seu inspirador é Paulo Freire. Movimentos populares: sindicatos, educação para adultos, há professores que vêm tentando colocar em prática todos

Tendência Progressista Libertária
Papel da Escola: Mudança na personalidade do aluno, alterações institucionais à partir dos níveis subalternos.
Conteúdos: As matérias ficam à disposição dos alunos, porém não são cobradas, depende do interesse de cada um.
Método: Vivência grupal na forma de auto-gestão.
Professor x Aluno:É não diretiva, o professor é orientador e os alunos livres.
Pressupostos: Aprendizagem informal, relevância ao que tem uso prático. Tendência anti-autoritária. Crescer dentro da vivência grupal.
Prática Escolar: Trabalhos não pedagógicos mas de crítica as instituições. Relevância do saber sistematizado.
C. Freinet, Miguel Gonzales Arroyo

ESCOLA LIBERTÁRIA
Existem três grupos de entendimento da educação na sociedade:

educação como redenção,
educação como reprodução,
educação como transformação.

Tendência filosófico-política da educação como transformação da sociedade.
A escola deve buscar uma transformação na personalidade dos alunos,
As matérias são colocadas à disposição do aluno, mas não são exigidas.
O que é importante é o conhecimento que resulta das experiências vividas pelo grupo.
O professor deve se por a serviço do aluno sem impor suas concepções e idéias, sem fazer do aluno um "objeto", ele deve se misturar ao grupo para uma reflexão em comum.
A avaliação da aprendizagem não faz sentido em termos de conteúdo.
A pedagogia libertária abrange quase todas as tendência anti-autoritárias em educação, dentre elas a anarquista, a psicanalista, a dos sociólogos e também a dos professores progressistas.

A força motivadora deve decorrer da codificação de uma situação-problema que será analisada criticamente, envolvendo o exercício da abstração, pelo qual se procura alcançar, por meio de representações da realidade concreta, a razão de ser dos fatos.

Vincula a educação à luta e organização de classe do oprimido.
O saber mais importante para o oprimido é a descoberta da sua situação de oprimido

A condição para se libertar da exploração política e econômica, através da elaboração da consciência crítica passo a passo com sua organização de classe.
Ultrapassa os limites da pedagogia, situando-se também no campo da economia, da política e das ciências sociais, Também conhecida como a pedagogia de Paulo Freire,
Aprender é um ato de conhecimento da realidade concreta,

A ARTE NAS PEDAGOGIAS LIBERTADORAS E LIBERTÁRIAS
O que fica desta forma de concepção do ensino em artes visuais é que, nas propostas Libertadora e Libertária, a arte/educação abrange as produções culturais marginais ou consideradas indignas da arte/educação e propõe uma perspectiva transdisciplinar na qual a compreensão cultural seja impossível sem a sua contextualização.
É necessário que as artes visuais sejam ensinadas através do pensamento de rede, onde o aluno é ensinado vinculado ao seu cotidiano e a produção contemporânea.

As pedagogias Libertadora e Libertária direcionam a aventura, a liberdade, a criatividade, a busca de situações novas, o respeito à sujeitos encontrados no percurso.
Elas nos levam a uma arte embasada na auto reflexão , na desconstrução e na construção, onde a permanente mutabilidade de todos os sujeitos envolvidos no processo educativo permitem a apropriação de diferentes conceitos que evoluem de acordo com as experiências de cada um.

BIBLIOGRAFIA
Gadotti, Moacir. " História das Idéias Pedagógicas " - Ed.Ática 2005, São Paulo-SP
Tragtenberg, Mauricio.Educação e Sociedade. São Paulo, Cortez.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedagogia_libert%C3%A1ria

17 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. É tão bonito ver uma criança aprendendo,o jovem se situando como pessoa, como cidadão.Penso que é um meio de proporcionar a esses sujeitos um processo de construção que permita seu desenvolvimento por meio de situações novas trabalhando reflexões e debates. sendo assim transformando um cidadão de opinião e participativo no seu meio social.

    ResponderExcluir
  3. Somente conseguiremos promover a cidadania, a partir de uma educação libertadora e responsável. Cabe ao educador estimular a autonomia do aluno, onde o mesmo pode criar e praticar. É claro que para tanto, há regras e diretrizes, porém, o que não ocorrer são alunos crentes que estão estudando em função de uma prova ou vestibular. A educação é para a vida!!!

    ResponderExcluir
  4. Somente conseguiremos promover a cidadania, a partir de uma educação libertadora e responsável. Cabe ao educador estimular a autonomia do aluno, onde o mesmo pode criar e praticar. É claro que para tanto, há regras e diretrizes, porém, o que não ocorrer são alunos crentes que estão estudando em função de uma prova ou vestibular. A educação é para a vida!!!

    ResponderExcluir




  5. mTa

    TANto a tendência libertadora quanto a libertária tem seus pontos negativos e positivos cabe ao professor elaborar um plano de aula que se adapte aos seus alunos e a realidade dos mesmos.


    ResponderExcluir
  6. Podemos ver uma educação Libertária como ANTI-autoritária, onde cabe cada educador elaborar planos de aula de maneira que consiga que seus alunos tome gosto por estudar, se colocar a disposição do aluno sem querer impor regras rígidas para amedrontar, se preocupar na personalidade futuras deles! Educação libertadora e libertária tem em comum a autogestão pedagógica!

    ResponderExcluir
  7. Podemos ver uma educação Libertária como ANTI-autoritária, onde cabe cada educador elaborar planos de aula de maneira que consiga que seus alunos tome gosto por estudar, se colocar a disposição do aluno sem querer impor regras rígidas para amedrontar, se preocupar na personalidade futuras deles! Educação libertadora e libertária tem em comum a autogestão pedagógica!

    ResponderExcluir
  8. Podemos ver uma educação onde o professor possa fazer com que seu plano de aula seja bem elaborado e que seja colocado em pratica de maneira que busque interesse para os alunu.

    ResponderExcluir
  9. Podemos ver uma educação onde o professor possa fazer com que seu plano de aula seja bem elaborado e que seja colocado em pratica de maneira que busque interesse para os alunu.

    ResponderExcluir
  10. todavia podemos elaborar questão que posso refletir sobre os alunos , temos o dever como professor de transmitir conhecimento, aonde podemos descobrir uma educação que seja libertadora e libertária!

    ResponderExcluir
  11. todavia podemos elaborar questão que posso refletir sobre os alunos , temos o dever como professor de transmitir conhecimento, aonde podemos descobrir uma educação que seja libertadora e libertária!

    ResponderExcluir
  12. é tão bonito ver uma sociedade não tem muitos preconceitos , a escola passou por uma ditadura regida aonde ninguém poderia da sua opinião , colocar seus conhecimentos compartilhar sua ideias .

    ResponderExcluir
  13. cabe ao professor transmitir ao aluno os pontos positivos tanto da tendencia libertaria quanto a libertadora para o aluno ter mais interesse na aula exposta pelo professor

    ResponderExcluir
  14. cabe ao professor transmitir ao aluno os pontos positivos tanto da tendencia libertaria quanto a libertadora para o aluno ter mais interesse na aula exposta pelo professor

    ResponderExcluir
  15. O professor deve elaborar seus planos de aula de modo a atender as necessidades da criança, procurando chegar ao máximo em sua realidade, em seu meio em que vive.Assim irá despertar maior curiosidade da criança em entender e a gostar de aprender, tendo assim uma visão mais critica de sua realidade.

    ResponderExcluir
  16. Parabéns pelo post, muito elucidativo e útil para nós que estamos estudando!

    ResponderExcluir